fbpx
JornalCana

Agronegócio segue aquecido e abre porta de entrada para o mercado de trabalho

Setor teve o melhor desempenho dos últimos 10 anos em 2020

O agronegócio brasileiro fechou 2020 representando 26,6% do Produto Interno Bruto (PIB) do país, de acordo com a Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

O setor também é um dos principais geradores de emprego. Segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), do Ministério do Trabalho e Emprego, o agronegócio abriu 61.637 vagas em 2020, o melhor desempenho desde 2011. E o crescimento não para: em abril, a agropecuária registrou 11.145 novos postos de trabalho, mostrou o mais recente levantamento do Caged divulgado na última semana.

A Tereos Açúcar & Energia Brasil, subsidiária do Grupo Tereos, com sete unidades industriais no noroeste do Estado de São Paulo, é uma das empresas que contribuem para a geração de empregos no setor. Com mais de 8 mil colaboradores no país, é uma porta de entrada no mercado de trabalho para muitos profissionais do agronegócio.

Uma dessas profissionais é a gestora de laboratórios e qualidade Priscila Sevilha Ferreira Parra, que iniciou sua carreira na Tereos em 2010. “Havia acabado de me formar em química ambiental e buscava minha primeira oportunidade profissional. Tive o privilégio de conquistar a vaga neste setor que tanto admiro. Comecei de forma temporária, como auxiliar de laboratório safrista, e no fim da safra já estava efetivada”, conta.

LEIA MAIS > Saiba por que as usinas devem reduzir produção de açúcar para focar no etanol
Priscila Parra

Ao longo de seus 11 anos na Tereos, Priscila aproveitou as oportunidades para se desenvolver até que, em outubro de 2019, foi promovida a gestora da sua área. “Sempre fui curiosa e gostei de aprender, com isso foram surgindo as oportunidades. A Tereos é uma empresa repleta de oportunidades que nos trazem um leque de possibilidades de aprendizado”. Atualmente Priscila conduz uma equipe de 27 colaboradores.

Já para Heverton Henrique Custódio o agronegócio sempre esteve presente em sua vida. Seu pai trabalhou por 28 anos na Tereos como tratorista e o dia a dia da profissão era compartilhado em casa com o filho todos os dias. “As histórias que meu pai me contava sempre me encantaram e ali se formou a vontade de trabalhar na Tereos também”, relembra.

A primeira chance de integrar o time da empresa surgiu em 2007. “Meu pai comentou das oportunidades que estavam abertas e me candidatei. Ingressei no setor de Fertirrigação como auxiliar de serviços gerais da Unidade Andrade, em Pitangueiras, mas já pensando em me tornar tratorista. No final da safra do mesmo ano, fui efetivado e atuei como operador de motobomba enquanto buscava tirar a CNH, requisito para trabalhar com trator, como meu pai”, explica.

Pouco depois, no entanto, Heverton mudou suas perspectivas. “Em 2010, decidi ingressar em um curso de técnico em química. Com a formação, tive a oportunidade de estagiar no laboratório industrial da unidade, mas notei que aquilo não era para mim. A paixão era forte pela área agrícola. Neste momento, fui convidado a fazer um teste no setor de Desenvolvimento Técnico e Tratos Culturais e permaneci responsável por todo planejamento, acompanhamento e desenvolvimento da área até o fim de 2016″.

LEIA MAIS > Biocombustíveis apresentam resultados expressivos em 2020
Heverton Custódio

Ao longo da experiência na área agrícola, Heverton foi incentivado a participar de um processo seletivo para cursar engenharia agronômica e recebeu uma bolsa de 50% custeada pela Tereos. “Em 2017, já formado, voltei ao campo como líder de tecnologia agrícola, onde tive um grande desafio: alavancar o uso de piloto automático. Em 2020, após um período com o time de engenheiros, implantando melhorias e modificando as formas de trabalho, fui convidado a assumir o cargo de supervisor de produção nas unidades Andrade e São José, sendo responsável por toda produção de cana-de-açúcar e a equipe de combate de incêndio. No mesmo ano, assumi o posto de supervisor de herbicida, cargo em que tenho muitas oportunidades de aprendizado”, afirma.

Sobre o desenvolvimento da sua carreira, Heverton destaca que “nada aconteceu do dia para noite, sempre busquei fazer o melhor que estivesse ao meu alcance. Tenho paixão por inovar e sei o quanto isso é importante para a empresa e para o setor. Agora, concentro minhas energias para me aprimorar cada vez mais e ser um gestor de sucesso em minha área de atuação”.

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram