fbpx

ADM anuncia investimentos em soja e em portos

Em audiência na quinta-feira (18/06) com a presidente Dilma Rousseff, o CEO global da americana Archer Daniels Midland (ADM), Juan Luciano, apresentou os investimentos da ordem de R$ 1,5 bilhão que a companhia faz no Brasil.

13213710507427 Produtora de açúcar e de etanol por meio de sua controlada Usina Limeira do Oeste, no município de mesmo nome em Minas Gerais, a ADM foca os investimentos em soja e no porto de Santos.

Leia mais: ADM cogita venda de usina no Brasil

Confira a lista de investimentos, segundo o CEO da companhia:

– Construção de um novo complexo de produção de proteínas de soja na América do Sul, empreendimento para o qual a ADM destinou recursos da ordem de R$ 750 milhões. Localizada em Campo Grande (MS), a nova fábrica está sendo construída próxima à planta de processamento de soja da ADM já existente em Campo Grande, e vai produzir uma série de proteínas funcionais concentradas e isoladas, para complementar a atual produção da companhia nos Estados Unidos.

– Terminal que a empresa opera no Porto de Santos (SP): após ter obtido, em janeiro deste ano, a antecipação da prorrogação do contrato de concessão por mais 20 anos, a ADM anunciou que investirá mais de R$ 200 milhões na modernização de seus maquinários e instalações no porto santista, com foco principalmente no controle ambiental. O principal item do projeto é a instalação de um novo carregador de navios (shiploader) adaptado com sistema de aspiração mais moderno, garantindo maior eficiência na operação. Outra tecnologia de ponta será a adoção de esteiras transportadoras de produtos 100% fechadas (high roller), que ajudarão a redução significativa da emissão de particulados vegetais.

Leia mais: Leia como foi a negociação da Limeira do Oeste

– Iniciou, em agosto do ano passado, as operações de seu terminal portuário em Barcarena (PA). Com investimento total de R$ 600 milhões, este foi o primeiro terminal privado a entrar em operação após a vigência da nova Lei dos Portos. A operação começou com capacidade para exportar 1,5 milhão de toneladas e, até 2016, deverá atingir 6 milhões de toneladas, já considerando a joint venture com a Glencore, empresa para a qual a ADM vendeu, em fevereiro deste ano, 50% da participação no terminal.

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X