fbpx

Adesão da indústria ao Pró-álcool completa 40 anos

Fabricação de modelos movidos a etanol começou em 1979

Salão do automóvel 1979 – Foto: Divulgação/UNICA

Há 40 anos, a adesão das indústrias automobilísticas ao Pró-álcool revolucionou o mercado de carros brasileiro.

A atitude tomada naquele setembro de 1979 possibilitou a expansão da fabricação de veículos movidos a etanol, na época chamado de álcool, e a criação de uma política pública que previu a adição do biocombustível na gasolina.

Passadas quatro décadas, todos os veículos brasileiros rodam com etanol.

Hoje, 29,5 milhões – 78% da frota – têm a capacidade de usar somente o biocombustível com a tecnologia flex.

O restante, pouco mais de 10 milhões de veículos, rodam com 27% de etanol misturado à gasolina.

 

Leia também: 

 

Presente e futuro

O etanol é o combustível do presente e do futuro.

Aliado do meio ambiente, emite até 90% menos de CO2 quando comparado à gasolina.

Abastecer com etanol representa menos poluição nas cidades brasileiras.

Nos últimos 15 anos, o uso do biocombustível fez com que 530 milhões de toneladas de CO2 deixassem poluir o meio-ambiente.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

treze − 4 =

X