fbpx
JornalCana

Acionistas da Biosev aprovam incorporação de ações em assembleia geral

Com a decisão, a companhia se prepara para sair da B3 após oito anos

Em Assembleia Geral Extraordinária realizada no último dia 8, os acionistas da Biosev aprovaram a incorporação das ações da companhia pela Hédera Investimentos e Participações S.A. (Hédera).

A incorporação de ações é um dos passos para a incorporação de negócios envolvendo Biosev, Raízen Combustíveis e Raízen Energia,  conforme anunciado ao mercado em fevereiro.

Após a decisão, os acionistas da Biosev que decidiram não exercer seu direito de retirada receberão ações da Hédera, companhia de capital fechado que não solicitará registro de companhia de capital aberto integrante do segmento Novo Mercado.

Além da migração dos acionistas da Biosev para sua base, a Hédera receberá a participação da Biosev no Terminal Exportador de Açúcar do Guarujá (TEAG) e assumirá uma parte da dívida reestruturada da Biosev, que constituem etapas obrigatórias para a conclusão da transação entre as empresas.

Como parte da reestruturação societária em andamento da Biosev, estão sendo oferecidas opções de venda aos acionistas minoritários que migrarem para a Hédera, ao preço unitário de US$ 2,00 (dois dólares americanos). Acionistas interessados em aceitar essa oferta deverão assinar o Contrato de Opção de Compra e Venda de Ações com o acionista controlador da Hédera até 30 de abril de 2021.

LEIA MAIS > BNDES apoia modernização de unidades do Grupo Tereos
Juan José Blanchard

Em comunicado, a Biosev afirma que “a integração de negócios com a Raízen marca uma nova trajetória para as companhias, reconhecendo as conquistas da Biosev no aumento de eficiência operacional e o potencial de inovação e crescimento da Raízen no setor”.

Mais informações sobre a transação e os detalhes do Contrato de Opção de Compra e Venda de Ações estão disponíveis no site da Biosev (https://ri.biosev.com/home/fato-relevante/)

Em recente comunicado, a Biosev informou ainda que, após o fechamento da transação entre as companhias, o seu atual diretor presidente, Juan José Blanchard, assumirá novos desafios profissionais dentro do Grupo Louis Dreyfus.

“Blanchard permanecerá na função de diretor presidente da companhia, liderando e apoiando as equipes da Companhia durante todo o processo, até o fechamento da transação”, conclui a Biosev.

 

 

 

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram