fbpx
JornalCana

A nova fase da Clealco

Companhia aumenta moagem, avança na geração de caixa e investe em canaviais e tecnologias

Com 40 anos, completados no dia 5 de dezembro, a Clealco tem colhido os bons frutos de uma nova fase de desenvolvimento. Com o plano de recuperação judicial aprovado e realizando investimentos na renovação e expansão de canaviais e em novas tecnologias no campo, a empresa ampliou sua moagem em 1,6 milhão de toneladas na safra 20/21 e já prevê 1,5 milhão toneladas adicionais até 2023.

“Um importante marco para que esses avanços fossem obtidos foi o lançamento do Projeto Confiar, em julho de 2018, com a implementação de ações estratégicas que elevaram o patamar dos resultados operacionais e financeiros da companhia nas últimas safras”, explica o CEO da companhia, Alberto Pedrosa.

De acordo com o executivo, a geração de caixa operacional do grupo, por exemplo, apresentou incremento significativo considerando o volume de moagem das três últimas safras. Na temporada 19/20, o saldo de caixa ao término do exercício foi 67% acima do anterior, e o fluxo de caixa líquido gerado nas atividades operacionais foi da ordem de R$ 218,3 milhões, com moagem de 4,1 milhões de toneladas.

Como comparação, no ciclo 17/18, quando a moagem foi de 7,7 milhões, o fluxo de caixa gerado nas atividades operacionais foi de R$ 182 milhões, enquanto que em 18/19, com moagem de 5,8 milhões de toneladas, o fluxo de caixa gerado nas atividades operacionais foi de R$ 224 milhões.

LEIA MAIS > Carta ao leitor: Novo olhar sobre a sustentabilidade
Alberto Pedrosa, CEO da Clealco

Pedrosa informa que o incremento no fluxo de caixa líquido gerado nas atividades operacionais em 19/20, mesmo em um cenário de moagem inferior aos ciclos anteriores, é resultado direto do cumprimento e superação das metas de produção, de uma assertiva revisão de custos e despesas, da reestruturação organizacional realizada, além de bons resultados obtidos em estratégias comerciais.

Outro destaque foi a retomada nos investimentos para a renovação de canaviais realizados entre 2019 e 2020, com mais de 24 mil ha de cana plantados. Somada a ações de fomento junto a fornecedores, a expansão elevou a moagem da companhia em mais de 1,6 milhão de toneladas na safra atual, possibilitando o reinício das atividades na usina de Clementina. Segundo a empresa, o retorno da unidade agregou 600 novos postos de trabalho na região de atuação da empresa, no noroeste paulista.

Outro fato importante que deu novas perspectivas à companhia foi a aprovação, no início de junho de 2020, de um aditamento ao seu plano de recuperação judicial que alongou em cinco anos o prazo para pagamento de cerca de 80% da dívida do grupo. “O expressivo índice de aceitação pelos credores, 90%, reafirmou a confiança do mercado na nova fase da companhia”, assegurou o CEO do grupo.

LEIA MAIS > MME ratifica apoio ao Programa Nacional de Produção e Uso do Biodiesel
Empresa aposta no uso de diversas tecnologias

Com a maior disponibilidade de cana e o incremento em seus resultados, a Clealco traçou uma nova meta de ampliação no seu volume de moagem, desta vez para alcançar 7 milhões de toneladas em três safras.

Para chegar a este objetivo, a empresa tem apostado ainda mais em ações de relacionamento com fornecedores de cana, e tem investido significativamente em tecnologia no campo, buscando trazer ganhos principalmente em produtividade e eficiência nas operações agrícolas.

“A Clealco se aproxima do aniversário de 40 anos olhando para o futuro com confiança. Depois de enfrentarmos muitos desafios, temos apresentado resultados que nos encorajam a seguir na busca pelo cumprimento dos objetivos do nosso novo plano estratégico, que prevê um crescimento contínuo e sustentável, gerando valor para os nossos funcionários, fornecedores de cana, acionistas e toda uma região”, declara Pedrosa.

O executivo comenta ainda que, com metas ambiciosas para os próximos anos, a Clealco tem investido cada vez mais na implementação de novas tecnologias, na valorização das pessoas, no reforço do compromisso regional com o desenvolvimento e, principalmente, em segurança do trabalho nas operações, visando conduzir a empresa a um patamar expressivo de geração de caixa, faturamento e moagem já nas próximas safras.

“Com a competência e compromisso das nossas equipes, a parceria dos fornecedores de cana e a confiança do mercado, tenho plena convicção de que estes 40 anos que completamos agora serão o marco inicial de uma trajetória ainda mais próspera”, complementa o CEO.

LEIA MAIS > Moagem da cana-de-açúcar atinge 42 milhões de toneladas em MS
Grupo tem duas unidades

Safra 20/21 tem resultados de destaque

Na safra em andamento, a Clealco tem mantido uma performance acima das expectativas, apresentando indicadores de qualidade agrícola melhores do que a média de mercado, entre eles pisoteio, perdas na colheita e impurezas. Além disso, a empresa superou recordes históricos de produção ao longo do ano, e prevê reportar um EBITDA (lucro antes de impostos, juros e amortizações) 30% maior do que o esperado ao final do exercício.

O grupo encerrou a temporada 20/21 em meados de novembro com uma moagem de 5,6 milhões de toneladas de cana nas unidades de Clementina e Queiroz.

Para manter os bons resultados nas próximas safras, a empresa valoriza cada vez mais seus fornecedores de cana, realizando uma série de ações relacionadas à fidelização de parceiros, qualidade das operações agrícolas e tecnologia no campo.

Nesse sentido, a companhia tem diversas ações em andamento, como o Projeto Confiar Parceiro Ouro, um programa de relacionamento e fidelização que tem o objetivo de proporcionar benefícios e vantagens aos parceiros que tiverem contrato de longo prazo com o grupo.

Palestras e eventos técnicos, como dias de campo com fornecedores estratégicos, terão edições no ano que vem. A iniciativa visa fomentar melhores práticas agrícolas e contribuir para o desenvolvimento do negócio de seus parceiros.

LEIA MAIS > MasterCana Brasil: transmissão ao vivo mostra quem são os melhores de 2020
Gustavo Rodrigues, diretor de Operações/COO da Clealco

Além disso, a Clealco também tem programas internos voltados para a qualificação profissional, o desenvolvimento das lideranças e equipes e a capacitação para um atendimento sempre de qualidade, buscando a diferenciação por caminhar lado a lado com seus parceiros.

“O objetivo principal é que as operações tenham foco na excelência desde o atendimento pré−colheita até o período pós−finalização, com a liderança atuando em conjunto com os fornecedores, na busca sempre pelas melhores soluções para os desafios do dia a dia. Assim como, os procedimentos da empresa, alinhados às boas práticas de mercado, passam por revisões e aperfeiçoamento constantes”, explica Gustavo Rodrigues, diretor de Operações/COO da empresa.

No campo ainda, a empresa tem investido amplamente em novas tecnologias e sistemas que aumentem a produtividade e permitam um melhor acompanhamento dos parceiros sobre as operações em suas áreas. Entre os diversos investimentos feitos nos últimos tempos, destaca−se o sistema de monitoramento das linhas de cana com o uso de drones, para posterior restituição das linhas com o uso de piloto automático.

LEIA MAIS > Conheça, ao vivo, as 19 melhores usinas e grupos do setor

Segundo a companhia, com a visão panorâmica do drone, é possível observar erosões, plantas daninhas, acessos e falhas do canavial, bem como mapear as necessidades de restituição das linhas de colheita.

“Com a colheita em piloto automático, o pisoteio é menor, o tráfego é mais controlado, com redução de manobras, além de uma menor compactação do solo e ganhos na longevidade dos canaviais. Além da colheita, a tecnologia também é aplicada nas áreas de preparo de solo, sistematização e tratos culturais”, comenta Rodrigues.

Já a utilização de computadores de bordo traz maior eficiência operacional, proporcionando a total rastreabilidade dos equipamentos agrícolas. Com os dados 100% digitalizados, são disponibilizados relatórios de rendimento dos equipamentos e máquinas, dados sobre economia de combustível, melhor gestão dos processos agrícolas e rastro dos equipamentos.

Outro destaque é o Mapa de Desempenho, que oferece ao fornecedor informações precisas sobre a produtividade agrícola em cada uma de suas linhas de cana, o que permite a transparência sobre o desempenho na sua área de cana.

Projeto otimiza tráfego dos equipamentos nas áreas de colheita e reduz o pisoteio

Outro projeto que merece destaque entre as iniciativas da empresa foi a implementação do FUT (Fila Única de Transbordo). Com o projeto, o tráfego dentro das áreas agrícolas é realizado de maneira otimizada, havendo a redução do pisoteio, além de ganhos no consumo de combustível e no tempo das operações. “Ao todo, houve a redução de mais de 50 equipamentos agrícolas após o início do sistema”, explica o diretor de Operações/COO da Clealco.

LEIA MAIS >  Três premiados da nova geração de executivos das usinas de cana

Rodrigues ressalta que a Clealco não tem medido esforços para que os fornecedores de cana tenham sempre à disposição o melhor atendimento, as melhores práticas e um patamar de excelência operacional e produtividade que se diferenciem do mercado na região. “Com todas as tecnologias que temos implementado, além dos investimentos em qualificação das nossas equipes e o aprimoramento constante dos procedimentos operacionais, tenho confiança de que nossos resultados operacionais serão cada vez mais positivos, proporcionando uma relação na qual a Clealco e seus fornecedores ganhem sempre”, declara.

Desenvolvimento e cuidado com pessoas

O grupo investe também de forma relevante na valorização das pessoas. Em meio a pandemia do Covid−19, a empresa atuou de maneira rápida na implementação de ações preventivas junto aos funcionários e reforçou seu compromisso regional tendo contribuído na doação de álcool 70% a prefeituras e órgãos públicos do Estado.

Nas áreas de Saúde e Segurança do Trabalho, a companhia implementou o programa Viva Bem Saúde Ocupacional, que mapeia as condições de saúde dos profissionais e estabelece ações de acompanhamento contínuo, e também promoveu o lançamento do Confiar com Segurança do Trabalho, um programa de gestão em segurança alinhado às melhores práticas e que reforça as premissas fundamentais para garantir uma cultura organizacional voltada à prevenção de acidentes. Além disso, o grupo investe na qualificação profissional constante de seus colaboradores, por meio do programa Clealco Qualifica Entressafra, que em 10 anos já capacitou mais de 4,5 mil pessoas em cursos de formação e desenvolvimento.

Esta matéria faz parte da Edição 321 do JornalCana. Para conferir, clique AQUI.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
X
Visit Us On FacebookVisit Us On YoutubeVisit Us On LinkedinVisit Us On Instagram