fbpx

A importância dos bioinsumos para os cultivos

Adubo Biológico produzido com Microgeo® contribui para um processo produtivo mais eficiente e sustentável

[Conteúdo Patrocinado]

Os insumos biológicos representam na prática a nova fronteira do conhecimento em produção agrícola, pois em conjunto com as ciências da física e química do solo, já bastante difundidas, completam o manejo do solo e plantas cultivadas. Além disso, contribuem diretamente para o desenvolvimento sustentável da agropecuária do país e ajudam a enfrentar a crescente demanda do mercado.

Com o novo Programa Nacional de Bionsumos, lançado recentemente pelo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), o uso de produtos biológicos no setor ganha destaque e permite reduzir parte da dependência dos produtores rurais em relação aos insumos importados.

A Microgeo, empresa 100% brasileira do setor de biológicos, por exemplo, desenvolveu o MICROGEO® – um componente balanceado utilizado para a produção do Adubo Biológico que restabelece o microbioma do solo, proporcionando aumento da biodiversidade e atividade dos microrganismos no solo.

Ao condicionar as propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, a Adubação Biológica é capaz de contribuir com a bioestruturação física do solo através da redução da compactação do solo, aumento da infiltração e a retenção de água no solo, potencializar a eficiência dos fertilizantes e garantir maior saúde ecológica ao solo e as plantas – fatores diretamente relacionados à sustentabilidade do processo.

Microgeo® proporciona um melhor desempenho ambiental

Além disso, a tecnologia Microgeo® proporciona um melhor desempenho ambiental, que é um pilar do RenovaBio, a Política Nacional de Biocombustíveis, que tem como objetivo promover o crescimento dos biocombustíveis na matriz energética brasileira, proporcionando o incremento à segurança energética e a redução das emissões de gases causadores do efeito estufa.

Mediante a resultados de pesquisa científica realizada pela UNESP de Jaboticabal/SP, em cana-de-açúcar, com MICROGEO® vinculado à maior eficiência do uso dos fertilizantes, a Fundação Espaço ECO® fez um estudo comprovando que a produção de cana-de-açúcar com a tecnologia traz potencial de redução em 40% no impacto ambiental.

Segundo dados, o estudo quantificou outros diversos benefícios ambientais como a eutrofização de água doce (redução a 38%), a mudança climática (redução a 36%), o consumo de água (redução a 49%) e uso da Terra (redução a 31%). “A tecnologia MICROGEO® pode contribuir muito neste sentido, por meio de um processo produtivo mais eficiente e sustentável.

Neste estudo por exemplo, promoveu maior produtividade média (115 t cana/ha na área tratada vs. 90 t cana/ha na testemunha) com redução no aporte de fertilizante (NPK), refletindo na menor emissão de carbono”, afirma a Engª. Agrª. MSc. Maria Stefânia D’Andrea Kühl, Analista Técnico da Microgeo.

Sobre a Microgeo

Fundada no ano de 2000, na cidade de Limeira-SP, a Microgeo é uma empresa 100% brasileira do setor de biológicos, com foco na produção e comercialização da inovadora tecnologia MICROGEO® – um componente balanceado que nutre, regula e mantém a produção contínua do Adubo Biológico através do Processo de Compostagem Líquida Contínua (CLC®).

A solução é a única no mercado que maneja e restabelece o microbioma do solo, e está presente em todos os estados do Brasil, além dos países vizinhos, como Paraguai e Uruguai. O adubo biológico produzido com Microgeo pode ser aplicado via pulverização, fertirrigação, independente das condições climáticas em conjunto com outros insumos como defensivos químicos ou biológicos e fertilizantes. Para saber mais, visite www.microgeo.com.br.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

10 − dois =

X