fbpx

8 usinas que aumentaram sua eficiência energética sem grandes investimentos

E produziram mais açúcar, etanol e bioenergia

O quê 8 usinas fizeram para aumentaram sua eficiência energética sem investimentos hiperbólicos

O caminho para a competitividade e rentabilidade das usinas de cana passa pela aumento da eficiência energética. Com ela é possível obter máxima produção de açúcar, etanol e exportação de energia. Esse é um desafio que pode ser superado com segurança quando o benchmarking revela que outras unidades estão obtendo bons resultados. E para mostrar evidências disso, elencamos a seguir 8 usinas que aumentaram sua eficiência energética, sem investimentos hiperbólicos. Elas quebraram paradigmas e estão obtendo resultados significativos nas últimas safras. São elas:

1 – Alta Mogiana

Há muito tempo referência em eficiência industrial e segurança do trabalho, a Usina Alta Mogiana vem investindo fortemente em tecnologias de controle e automação industrial. A unidade produtora integrou sua gestão e operação em laços fechados, utilizando as malhas existentes, e em laços abertos, rodando o PDCA Online.

2 – BP Bunge Bioenergia

BP Bunge Bioenergia possui 11 unidades de biocombustíveis em cinco estados brasileiros, com mais de 10.000 funcionários. Com capacidade anual de moagem de 32 milhões de toneladas de cana-de-açúcar, é capaz de produzir mais de 1,5 bilhão de litros de etanol, 1,1 milhão de toneladas de açúcar e exportar 1.200 GWh de energia para a rede elétrica brasileira.

3 – Cerradinho Bio

A Cerradinho Bio, localizada em Chapadão do Céu (GO) está entre as principais usinas de alta eficiência energética. Na safra 2019/20, a unidade produtora processou 5,3 milhões de toneladas de cana, produzindo 440 milhões de litros de etanol hidratado e exportando 475 GWh de energia elétrica, de acordo com seu gerente industrial, Walter Di Mastrogirolamo

4 – Cevasa

Em setembro desse ano a Cevasa atingiu 2 milhões de toneladas de cana processadas. Além disso, consolidou outros recordes comparando com os meses de setembro de anos anteriores, como Melhor Aproveitamento de Tempo Agroindustrial com 98,94%, melhor Extração com 97,52%, maior Produção de Açúcar VHP com 33.612,54 toneladas produzidas. Para o gerente industrial da Cevasa, Alberto Antônio da Silva, os resultados alcançados são frutos do trabalho de toda uma equipe, que tem como objetivo buscar a superação, através do planejamento, muito treinamento, dedicação e utilização de inteligência na operação.

5 – Goiasa

A usina Goiasa, localizada no município de Goiatuba (GO), aumentou há duas safras a exportação de eletricidade em 4,95 quilowatts (kW) por tonelada de cana. Esse aumento de geração foi possível com o emprego de vapor economizado por conta da aplicação do S-PAA. Levando em conta uma moagem média de 557,94 toneladas de cana por hora no período, a Goiasa ganhou 2,76 megawatts (MW) por hora na exportação. E os números vem aumentando.

6 – Glencane

A Glencane, obteve nessa safra eficiência energética significativa. Foram 117 Kw/tc de energia gerada e 86,5 kw/ tc de energia exportada. “Apenas com a cana moída, sem compra de nenhuma biomassa. Esse ano vamos exportar 330.000 Mw. Recorde histórico da unidade Rio Vermelho”, informa Hamilton Angêlo Antonio, gerente corporativo industrial.

7 – SJC Bioenergia

O início da safra 2020/2021 está sendo considerado o melhor de toda a história da SJC Bioenergia. A “Safra da Transformação”, como foi titulada, já bateu 17 recordes (de 1º de abril até o dia 22 de junho) que incluem processamento de cana, produção de energia elétrica e disponibilidade industrial.

8 – Santa Lúcia

Com a projeção de ter a maior safra de sua história, com a moagem de 1,6 milhão de TC, a Usina Santa Lúcia, de Araras (SP), investiu na ampliação da cogeração e em melhorias de sua planta industrial. Na UTE foi implantado um turbo gerador com potência de 10MW (condensação) e um condensador evaporativo de 50 tvp/h. Na planta foram trocadas 4 caixas de evaporação de 500 m2 por 3 caixas de 1000 m2, passando para 6 efeitos; as esteiras de alimentação de bagaço foram alargadas; e o secador de 14.000 sacas/dia foi substituído por um de 25.000 sacas/dia.

Como fazer um benchmarking e saber na prática como elas obtêm esses resultados?

A ProCana reuniu um time de alto nível de gestores e engenheiros industriais para participarem da 1ª Maratona SINATUB – Caldeiras, Vapor e Energia, que acontece de 19 a 21 de outubro. Serão 3 webinares realizados sempre às 19h em um ambiente virtual criado exclusivamente.

Confira a grade do evento:

19/10 – Otimização da Cogeração e Eficiência Energética
– Alberto Antônio da Silva, Gerente Industrial da Cevasa
– Douglas Mariani, consultor da Soteica
– Hamilton de Angelo Antônio, gerente industrial da Glencane PPT
– Marcus Lages, gerente corporativo industrial da SJC Bioenergia

20/10 – Otimização em Utilidades & Balanço Energético

– Anderson Machado, engenheiro de Processos da Usina Alta Mogiana
– Bruno Moraes de Oliveira, engenheiro químico e consultor da Soteica
– Rafael Ometto Do Amaral, engenheiro de produção industrial da Usina Santa Lúcia
– Ranor Cardoso Lemos, especialista em Manutenção da Cerradinho Bio

21/10 – Otimização na Geração de Vapor & Caldeiras

– Bruno Naves, gestor de produção utilidades da Goiasa
– Claudio Fabro, consultor técnico industrial para o mercado de Etanol e Açúcar da Nalco Water
– Igor Henrique de Carvalho, Supervisor de Cogeracão de Energia da Cerradinho Bio
– Luis Novais, diretor da UTIS Tecnologia de Otimização da Combustão – Portugal

Como participar?

O evento será ao vivo e a inscrição é GRATUITA! E ainda leva certificado. Mas não se esqueça, só para que se inscreve no link: jornalcana.com.br/webinar

Patrocínio:
  • Buckman – Oxamine®, programa Buckman para operação de alta eficiência de condensadores, mantendo sua cogeração livre de paradas.
  • Dedini – Dedini 100 anos: a força de um ideal!
  • HB Saúde – Humanização e Tecnologia em Saúde
  • GDT by Pró-Usinas– Reduza os custos e o riscos na gestão de terceiros da sua usina! A Pró-Usinas traz com exclusividade o software GDT de Gestão de Documentação de Terceiros, totalmente Saas, que automatiza o fluxo de auditoria e validações, cabendo aos terceiros a tarefa de alimentar as informações e documentos no sistema.
  • Nalco Water – Torres de Resfriamento: Obtenha lucros com um tratamento de alta performance da Nalco Water
  •  S-PAA Soteica – Software de RTO que maximiza a cogeração e a eficiência industrial, gerando ganhos superiores a R$ 1/tc em mais de 40 usinas instaladas. Saiba mais no site www.usina40.com.br
  • UTIS – Revolucionária Tecnologia de Otimização da Combustão, que proporciona incremento de até 30% na produção de vapor nas caldeiras a biomassa

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

18 − treze =

X