fbpx

5 termelétricas de usinas de cana em fase de construção

bagaGrupos sucroenergéticos têm oficialmente cinco usinas termelétricas (UTEs) movidas a biomassa de cana-de-açúcar em fase de construção no país.

É o que aponta levantamento do Portal JornalCana realizado junto a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), órgão regulador do governo federal.

Segundo o Cadastro de Empreendimentos da Aneel com o chamado Código Único de Empreendimento de Geração (CEG), o país possui hoje 25 UTEs em fase de implantação.

A maioria fornecerá eletricidade contratada por leilões.

Elas têm potência instalada total de 1,711 megawatts (MW) e garantia física de 377,60 megawatts médios (MWm). As principais fontes dessas UTEs são gás natural, gás de alto forno, biogás, carvão mineral, óleo diesel e resíduos florestais.

Os cinco empreendimentos de cogeração do setor sucroenergético somam 208,3 MW, ou seja, 12% do total de UTEs em implantação no país.

A lista

Confira quais são as UTEs movidas a biomassa de cana-de-açúcar que, segundo a Aneel, estão em fase de implantação no país:

Nome                                     Potência instalada    Onde fica        

(em MW) 

UTE Agropéu                           21,6                                  Pompéu (MG)

UTE Caramuru Sorriso           9,7                                  Sorriso (MT)

UTE Nardini Aporé                75                                     Aporé (GO)

NG Bioenergia I                      47                                     Catanduva (SP)

UTE Santa Cândida II           55                                     Bocaina (SP)

 

Quem é quem

Das cinco usinas termelétricas em fase de implantação no país, apenas uma não está diretamente ligada a grupos do setor sucroenergético: a UTE Caramuru Sorriso, pertencente a Caramuru Alimentos S. A., gigante do setor de processamento de grãos, principalmente soja.

As demais UTEs são controladas por grupos nacionais e internacionais ligados a cana-de-açúcar. A UTE Santa Cândida II, por exemplo, pertence a Brookfield Energia, que integra o grupo canadense Brookfield.

Em 2015 a Brookfield adquiriu UTEs movidas a biomassa de cana, das quais três estão em atividade: Vista Alegre I e Vista Alegre II, no estado do Mato Grosso do Sul, enquanto a Santa Cândida I fica no interior paulista, assim como a Santa Cândida II, em fase de implantação.

Já a NG Bioenergia integra a estrutura sucroenergética pertencente à chinesa Cofco Agri, empresa da trading Cofco.

A UTE Agropéu, por sua vez, é controlada pela companhia sucroenergética Agropéu – Agro Industrial de Pompéu S. A., controlador de unidade produtora de açúcar e de etanol em Pompéu.

 

A UTE Nardini Aporé pertence a Nardini Agroindustrial Ltda., com unidade produtora em Vista Alegre do Alto (SP) e empreendimento sucroenergético projetado para Aporé (GO).

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X