fbpx

4 opiniões do presidente da Bunge sobre o cenário da cana-de-açúcar

Padilla: projeções para o setor
Padilla: projeções para o setor

Em entrevista exclusiva ao Portal JornalCana, o presidente e CEO da Bunge Brasil, Raul Padilla, comenta sobre o cenário positivo para o mercado mundial de açúcar em 2016. E fala também sobre se a companhia de alimentos, que controla oito usinas de cana-de-açúcar no País, investirá mais no setor sucroenergético. 

1

“O setor sucroenergético e a Bunge apanharam tanto nos últimos anos, que as atuais perspectivas [otimistas] não são suficientes para investir ainda mais no setor”

2

“Estamos muito focados em eficiência e produtividade”

3

“Quando as perspectivas crescerem, e se tornarem realidade, aí poderemos pensar em fazer [novos] investimentos [no setor sucroenergético]”

4

“Por enquanto, vamos seguir com o foco em eficiência e produtividade”

 

“Desburocratizar pode ser uma ajuda”

Palestrante no evento Summit Agronegócio Brasil 2015, realizado nesta quinta-feira (26/11), na capital paulista, pela Federação da Agricultura do Estado de São Paulo (Faesp) e pelo jornal O Estado de S. Paulo, Raul Padilla traçou panorama mundial sobre o mercado de alimentos.

Segundo ele, a agricultura brasileira é uma das mais sustentáveis. [Ela emprega, por exemplo] “certificado em sustentabilidade para a comercialização de açúcar.”

Sobre investimentos no agronegócio, Padilla disse diante a falta de recursos financeiros para investimentos, os governos podem colaborar com a iniciativa privada, para que essa assuma investimentos.

“Desburocratizar pode ser uma ajuda dos governos”, disse. “Precisamos de ajuda do governo em agilizar processos, principalmente os greenfields.”

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também
Comentários
Carregando...
X