10 avaliações sobre a safra de cana no Mato Grosso do Sul, segundo o presidente da Biosul

Roberto Hollanda Filho, presidente da Biosul, entidade representativa das unidades sucroenergéticas do Mato Grosso do Sul, detalha, em entrevista ao JornalCana, 10 avaliações sobre a safra de cana-de-açúcar 2018/19 no Estado.

A entrevista ao JornalCana foi durante o Congresso Brasileiro de Bioenergia, realizado no começo de agosto em Araçatuba (SP) pela Udop.

1

Menos chuvas fora de época

“As chuvas em grandes volumes formam uma característica muito própria do nosso Estado. Chove muito fora da média e fora de hora. A safra 17/18 foi um exemplo disso. Choveu entre abril e maio, depois choveu em junho e julho. Tivemos até geada. Nessa safra 18/19 não houve chuva fora de hora. A falta de chuva nos preocupou um pouco menos.”

 

 

2

Moagem adiantada

“Até agora [dados de até a primeira quinzena de julho] as unidades do Mato Grosso do Sul moeram quase 21 milhões de toneladas de cana-de-açúcar. Estamos 20% adiantados em moagem na comparação com a safra anterior. Foram produzidos 414 mil toneladas de açúcar, bem abaixo da produção da safra anterior, e 300 mil metros cúbicos de etanol, quase empatado com o ano passado.”

3

Mix alcooleiro

“A safra está bem alcooleira. O mix está em 70% para o etanol.”

4

ATR melhor

“Estamos com o ATR 5% melhor que na safra 17/18, com 129 quilos por tonelada de cana.”

5

Sem previsão

“A gente não fez previsão de moagem de cana para a safra, principalmente por conta das influências climáticas. Sabemos que no campo do Mato Grosso do Sul há um cultivo de 50 milhões de toneladas de cana. Agora é ver se haverá tempo de colher.”

6

Safra bem atípica

“A 18/19 é uma safra bem atípica para a gente. Todo mundo avançou [na moagem]. Normalmente a safra no Mato Grosso do Sul dura 12 meses. Nos 12 meses do ano costuma ter usina em moagem. Nesse ano isso não deve ocorrer, embora já se faz o manejo para iniciar a próxima safra em março.”

7

Número de unidades em operação

“Temos 19 unidades operando na safra 18/19. ”

8

Usinas hibernadas

“Temos 3 usinas hibernadas, fora as que ficaram hibernadas há tanto tempo que não voltarão.”

9

Usina retomada

“Tivemos a retomada da Usina Rio Amambai, do fundo Amerra, antiga Infinity. É muito bom ver uma usina retomar a produção.”

10

RenovaBio

“O RenovaBio é um programa complexo, extenso, intenso e envolve muitos agentes. Nesses dois últimos anos de implantação, ele vem quebrando um paradigma atrás do outro. Falou-se que não daria certo, e deu. Disseram que iria demorar para passar no Congresso e passou da forma mais rápida da história da República. Que seria demorado criar o marco regulatório e ele foi criado. Com a velocidade que tem, o RenovaBio, que já é lei, só depende agora dos procedimentos regulatórios.

Inscreva-se e receba notificações de novas notícias!

você pode gostar também

Comentários estão fechados.

X